Revista PIB

Faça da Revista PIB a sua home page Terça, 21 de Novembro de 2017

 

03/08/2012

Desmatamento na Amazônia cai 23% em 12 meses

Queda foi registrada em todos os Estados, com exceção de Roraima, onde a derrubada de floresta cresceu 218%

Ministra do Meio Ambiente, Izabella Teixeira

O desmatamento na Amazônia atingiu 2,04 mil quilômetros quadrados entre agosto de 2011 e julho de 2012, o que representa uma queda de 23% na comparação com os 12 meses anteriores. Os dados foram divulgados ontem pelo Ministério do Meio Ambiente e mostram que, com exceção de Roraima, todos os estados da região mantiveram ou reduziram a taxa de desmatamento local. O Maranhão foi o estado que registrou a maior queda (67%), seguido pelo Amazonas (45%) Acre e Pará (menos 42% em cada um). Estes números são “resultado da robustez nas políticas e estratégias de monitoramento”, segundo a ministra Izabella Teixeira, que já havia adiantado a informação no início da semana. O monitoramento é coordenado pelo Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais (Inpe) e chamado Sistema de Monitoramento em Tempo Real (Deter).  Ao contrário do ano passado, as nuvens não atrapalharam o levantamento desta vez, pois cobriram apenas 16% das imagens coletadas pelo satélite. O problema agora é o que a ministra chama de “desmatamento puxadinho”: derrubada da mata em pequenas áreas, abaixo de 25 hectares, não captada pelo satélite



28/06/2016 -   FIESP destaca a importância da logística para a retomada do crescimento
02/05/2016 -   Movimat divulga detalhes da feira de setembro
03/10/2015 -   A Ásia são muitas
03/10/2015 -   De olho no mundo
03/10/2015 -   Voando sobre o mundo
03/10/2015 -   O mundo é Azul
03/10/2015 -   O caminho da diferença
03/10/2015 -   Restaurantes, galerias, praias e parques de Miami
01/10/2015 -   Um Calatrava no Rio
29/09/2015 -   Hungry and with a big appetite
29/09/2015 -   A bigger share, please?
29/09/2015 -   Passage to India
Totum Editora Revista PIB - 2009 © Todos os Direitos Reservados