Revista PIB

Faça da Revista PIB a sua home page Quarta, 15 de Agosto de 2018

 

13/07/2012

Brasil e China acertam perceria esgtratégica

Dirigentes se encontram para discutir projetos prioritários em áreas como investimentos, tecnologia e comércio

Pimentel e Wang Qishan: países são complementares

O Brasil irá manter uma oferta permanente e sustentada de alimentos e minérios para a China, que por sua vez, deverá investir em tecnologia, com transferência de conhecimento, no Brasil. Este objetivo norteia o plano Decenal, discutido na última quarta-feira (11/07) pelo ministro brasileiro do Desenvolvimento, Indústria e Comércio Exterior, Fernando Pimentel , e o vice-primeiro-ministro da China, Wang Qishan, durante encontro em Pequim. Pimentel disse a Qishan esperar que as indústrias chinesas fabriquem e empreguem no Brasil, e que as brasileiras façam o mesmo na China. “Temos interesse em levar empresas chinesas para o Brasil e aprender com elas. Em contrapartida, queremos que a China também receba as empresas brasileiras que têm excelência tecnológica e podem contribuir para o crescimento de sua economia”, afirmou ao colega chinês. Como exemplo, cita a associação entre os dois países em aviação – a Embraer acertou, em junho, a criação de uma joint-venture com a Avic Harbin para fabricar jatos executivos no país asiático – e disse ver também boas perspectivas nas áreas de informática e telefonia e no setor automobilístico. “Consideramos o Brasil fornecedor de longo prazo e seremos compradores de longo prazo do país nas áreas de minério de ferro e agricultura”, assegurou Qishan, ao salientar que a parceria global entre os dois países é visível em todas as áreas.A exemplo do ministro brasileiro, Qishan também destacou o setor aéreo, além a parceria na atuação  nos BRICS e no G-20: “A China está cada vez mais ligada ao Brasil. Temos mantido frequentes contatos de alto nível, o que nos permite explorar cada vez mais negócios. Esse relacionamento também se estende aos organismos multilaterais”, sublinhou.


A agenda do ministro no país asiático dá seguimento ao encontro entre a presidenta Dilma Rousseff e o primeiro-ministro chinês Wen Jiabao, realizado em junho, no Brasil, durante a Rio+20, quando foi lançado o Plano Decenal de Cooperação entre os dois países. 



28/06/2016 -   FIESP destaca a importância da logística para a retomada do crescimento
02/05/2016 -   Movimat divulga detalhes da feira de setembro
31/03/2016 -   Em 15 anos, a Votorantim e a Intercement chegaram ao grupo dos 20 maiores produtores do mundo
03/10/2015 -   A Ásia são muitas
03/10/2015 -   Restaurantes, galerias, praias e parques de Miami
03/10/2015 -   O caminho da diferença
03/10/2015 -   O mundo é Azul
03/10/2015 -   Voando sobre o mundo
03/10/2015 -   De olho no mundo
01/10/2015 -   Um Calatrava no Rio
29/09/2015 -   Passage to India
29/09/2015 -   A bigger share, please?
Totum Editora Revista PIB - 2009 © Todos os Direitos Reservados