Revista PIB

Faça da Revista PIB a sua home page Segunda, 18 de Junho de 2018

 

12/07/2012

Depois da caipirinha, EUA descobre a cachaça envelhecida

Os americanos, que já aprenderam a gostar de caipirinha, agora descobrem que a pinga também é boa de beber pura

Tonel no museu da cachaça, mantido pela Ypióca

A cachaça brasileira, além de obrigar os americanos a aprenderem a dolorosa pronúncia do "cedilha", vive uma segunda onda de popularidade. A compra da Ypióca pela Diageo vai impulsionar as vendas da bebida pura, na sua forma envelhecida, como um Bourbon. Segundo reportagem publicada no New York Times, até agora, a mais tradicional bebida brasileira era conhecida apenas por ser o ingrediente básico da caipirinha, um drink exótico vendido quase exclusivamente durante o verão, com inúmeras variações na receita básica de pinga-açúcar-limão. Além da Diageo, outras marcas conhecidas no mercado americano anunciam a produção de "cachaça envelhecida": o executivo da Cachaça Cabana planeja a implantação de uma linha de cachaças envelhecidas utilizando diferentes madeiras brasileiras, sendo que a primeira deve chegar ao mercado em 2013. A reportagem cita ainda a São, uma marca orgânica introduzida em 2011, que deverá lançar um produto envelhecido em um ano, e a Leblon, marca líder nos Estados Unidos, que vai introduzir uma em agosto.


Leia mais: Reportagem NY Times; Ypióca, quem diria, agora é gringa (PIB 18)


Fotos: Museu da Cachaça



28/06/2016 -   FIESP destaca a importância da logística para a retomada do crescimento
02/05/2016 -   Movimat divulga detalhes da feira de setembro
31/03/2016 -   Em 15 anos, a Votorantim e a Intercement chegaram ao grupo dos 20 maiores produtores do mundo
03/10/2015 -   A Ásia são muitas
03/10/2015 -   Restaurantes, galerias, praias e parques de Miami
03/10/2015 -   O caminho da diferença
03/10/2015 -   O mundo é Azul
03/10/2015 -   Voando sobre o mundo
03/10/2015 -   De olho no mundo
01/10/2015 -   Um Calatrava no Rio
29/09/2015 -   Passage to India
29/09/2015 -   A bigger share, please?
Totum Editora Revista PIB - 2009 © Todos os Direitos Reservados