Revista PIB

Faça da Revista PIB a sua home page Quarta, 23 de Maio de 2018

 

10/07/2012

UE mantém rejeição a carne com ractopamina

Comissão Codex propos definir níveis seguros para a saúde humana do agente, utilizado para acelerar a engorda de bovinos e suínos, evitando os embargos por parte de mercados onde ele é proibido

Granjas abandonam uso da ractopamina para poder exportar

A União Européia rejeitou a proposta da Comissão Codex Alimentarius, corporação global de padrões alimentares, para regulamentar o uso da ractopamina (agente de engorda para suínos e bovinos), por meio da definição de um limite de consumo seguro para a saúde humana. A substância melhora a conversão dos alimentos na fase final de engorda dos animais e até agora, no Brasil só é utilizada na engorda de suínos segundo o diretor técnico da Associação Brasileira dos Exportadores de Carne (Abiec), Fernando Sampaio. Como se trata de uma tecnologia nova ainda não totalmente testada, os agentes de defesa da saúde humana em vários paises, como Europa, Japão e Rússia, proibem o seu uso por precaução. "Ele deixam o ônus de provar que a nova tecnologia não causa danos ao detentor da mesma, e não a quem acusa o pretenso risco", explica Sampaio. É também a causa dos embargos sofridos pela carne brasileira nos nossos maiores importadores, como a Rússia – segundo no ranking de carne suína -, e  China. 
Alguns empresários brasileiros alegam que o embargo da China, maior produtora mundial de ractopamina, ocorre porque os chineses exportam a carne que importam do Brasil para o Japão, onde o agente é proibido, mas Sampaio diz que esta afirmação não faz sentido. ."Eles não podem reexportar a carfne que importam do Brasil", afirma. Grandes exportadores brasileiros, como a BR Foods, deixaram de utilizar a ractopamina em favor da abertura do mercado asiático à sua carne.
A proposta da Comissão Codex, que reúne 185 países, foi a de definir uma quantidade segura de ractopamina para o consumo humano na reunião anual, realizada na semana passada. A Autoridade Europeia de Segurança Alimentar rejeitou as descobertas da Comissão sobre níveis aceitáveis do agente alegando serem “fracas e incertas”.


Foto: Fazuldade de Zootecnia da USP


 




28/06/2016 -   FIESP destaca a importância da logística para a retomada do crescimento
02/05/2016 -   Movimat divulga detalhes da feira de setembro
31/03/2016 -   Em 15 anos, a Votorantim e a Intercement chegaram ao grupo dos 20 maiores produtores do mundo
03/10/2015 -   A Ásia são muitas
03/10/2015 -   Restaurantes, galerias, praias e parques de Miami
03/10/2015 -   O caminho da diferença
03/10/2015 -   O mundo é Azul
03/10/2015 -   Voando sobre o mundo
03/10/2015 -   De olho no mundo
01/10/2015 -   Um Calatrava no Rio
29/09/2015 -   Hungry and with a big appetite
29/09/2015 -   Passage to India
Totum Editora Revista PIB - 2009 © Todos os Direitos Reservados