Revista PIB

Faça da Revista PIB a sua home page Segunda, 20 de Novembro de 2017

 

23/05/2011

América Latina se une para atender exigências sobre produtos químicos

Programa financiado pelo BID e executado pela Apex-Brasil busca estratégias para a cooperação regional

Começa a ser implantado, nesta semana, o Programa “Estratégia Regional de Manejo e Comércio de Produtos Químicos”, financiado pelo Banco Interamericano de Desenvolvimento (BID) e executado pela Agência Brasileira de Promoção de Exportações e Investimentos (Apex-Brasil). O objetivo do Programa é fomentar o comércio intra-regional e as exportações de produtos químicos dos países do Mercosul e Chile para a União Europeia e demais países, visando o aumento da competitividade regional com enfoque no desenvolvimento sustentável.

Nos dias 24 e 25 de maio, será realizada a primeira reunião de trabalho na sede da Apex-Brasil, com a presença de representantes dos países envolvidos, que compõem o Comitê Gestor do Programa. Cada país apresentará sua situação com relação à implantação dos sistemas REACH (Registration, Evaluation and Authorisation of Chemical Products), exigido pela União Europeia, e GHS (Globally Harmonised System of Classification and Labelling of Chemicals), exigido por outros mercados. Também serão discutidos os desafios dos setores privado e público para a implementação das normas e será definido um termo de referência para a condução do convênio.

Participam da reunião o presidente da Apex-Brasil, Mauricio Borges, o especialista em comércio e economia do BID, Jeremy Harris, o chefe da Divisão de Superação de Barreiras Técnicas do Instituto Nacional de Metrologia (INMETRO), Rogério Corrêa, além de representantes do Governo e da iniciativa privada de todos os países envolvidos.

Ações e efeitos

As ações previstas para os próximos dois anos de realização do Programa incluem o levantamento das dificuldades que as empresas exportadoras encontram no comércio com a Europa e a identificação de estratégias de cooperação regional, além de um plano para o fortalecimento dos laboratórios de referência nacionais, por meio de capacitação de pessoal e de um sistema de intercâmbio de informações.

“Essa iniciativa terá efeitos positivos sobre o aprimoramento da capacidade exportadora e da competitividade da indústria química brasileira e dos países envolvidos, ao traçar estratégias práticas para a adequação às exigências das normas internacionais e da União Europeia referentes ao manejo e comércio dos produtos químicos”, comenta o presidente da Apex-Brasil, Mauricio Borges.



28/06/2016 -   FIESP destaca a importância da logística para a retomada do crescimento
02/05/2016 -   Movimat divulga detalhes da feira de setembro
03/10/2015 -   De olho no mundo
03/10/2015 -   Voando sobre o mundo
03/10/2015 -   O mundo é Azul
03/10/2015 -   O caminho da diferença
03/10/2015 -   Restaurantes, galerias, praias e parques de Miami
03/10/2015 -   A Ásia são muitas
01/10/2015 -   Um Calatrava no Rio
29/09/2015 -   Hungry and with a big appetite
29/09/2015 -   A bigger share, please?
29/09/2015 -   Passage to India
Totum Editora Revista PIB - 2009 © Todos os Direitos Reservados