Revista PIB

Faça da Revista PIB a sua home page Sábado, 25 de Novembro de 2017

 

19/05/2011

Varejistas mundiais fecham US$ 51,1 mi em negócios no Brasi

Executivos de 34 redes varejistas participaram de rodadas de negócios e visitas técnicas organizadas pela Apex-Brasil

Os executivos de 34 redes de supermercado estrangeiras que a Agência Brasileira de Promoção de Exportações e Investimentos (Apex-Brasil), em parceria com a Associação Paulista de Supermercados (APAS), trouxe ao Brasil na semana passada fecharam US$ 51,1 milhões em negócios com empresas brasileiras. As negociações foram feitas durante a Feira APAS 2011, realizada em São Paulo de 9 a 12 de maio.

Os executivos vieram de 17 países de diversos continentes: Angola, Catar, Emirados Árabes Unidos, Eritreia, Líbano, Espanha, França, Polônia, Portugal, Rússia, Argentina, Cuba, Chile, México, Peru, Uruguai e Estados Unidos. Entre as redes de supermercados estrangeiras, destacaram-se a HEB, que tem mais de 300 lojas no sul dos Estados Unidos, a El Corte Inglés, com mais de 80 lojas em Portugal e Espanha, e a Shoprite, principal rede de supermercados do continente africano.

Eles compraram, no Brasil, produtos diversificados como arroz, açúcar, vinho, cerveja, ovos, frango, produtos de limpeza, cachaça, água de coco, açaí, queijo, pão de queijo, doce de leite e máquinas para acondicionamento de água. Durante a APAS 2011, os executivos fizeram mais de 500 reuniões com as empresas brasileiras.

“A ação superou as nossas expectativas iniciais e mostrou que há inúmeras oportunidades de negócios ainda a serem exploradas pelas empresas brasileiras. Os compradores se impressionaram com a qualidade do produto brasileiro e descobriram muitas novidades para ofertar aos consumidores em seus países”, comenta Mauricio Borges, presidente da Apex-Brasil.

Destaques

A rede El Corte Inglés fechou cerca de US$ 900 mil em compras de alimentos e bebidas. Os compradores integram um grupo de 14 executivos do grupo que ficará 14 dias no Brasil, com passagens por São Paulo, Belo Horizonte, Brasília e Manaus.

Além de alimentos, a comitiva de executivos do El Corte Inglés pretende adquirir artigos de vestuário, calçados, móveis e artesanato. Os produtos brasileiros serão comercializados em um espaço dedicado ao Brasil, a ser lançado na primavera de 2012 nas 80 lojas da rede. A estimativa é de que a rede compre € 4 milhões em produtos brasileiros para essa iniciativa.

Já a rede HEB, dos Estados Unidos, teve grande interesse em produtos típicos brasileiros. A executiva da rede decidiu ir também a Fortaleza conhecer a fábrica de água de coco orgânica Paragro.

A Shoprite estima que deve fechar negócio com 25 a 30 empresas brasileiras, que fornecerão de sucos a ovos, passando por pão de queijo e requeijão para 12 lojas da rede em Angola. “Temos interesse em oferecer uma gama variada de produtos brasileiros aos consumidores angolanos. Há grande demanda e interesse pelos produtos do Brasil”, comentou a executiva da rede, Ivania Rodrigues.

Com informações da Apex-Brasil


28/06/2016 -   FIESP destaca a importância da logística para a retomada do crescimento
02/05/2016 -   Movimat divulga detalhes da feira de setembro
03/10/2015 -   De olho no mundo
03/10/2015 -   Voando sobre o mundo
03/10/2015 -   O mundo é Azul
03/10/2015 -   O caminho da diferença
03/10/2015 -   Restaurantes, galerias, praias e parques de Miami
03/10/2015 -   A Ásia são muitas
01/10/2015 -   Um Calatrava no Rio
29/09/2015 -   Hungry and with a big appetite
29/09/2015 -   A bigger share, please?
29/09/2015 -   Passage to India
Totum Editora Revista PIB - 2009 © Todos os Direitos Reservados