Revista PIB

Faça da Revista PIB a sua home page Sábado, 21 de Abril de 2018

 

16/03/2009

Brasscom e empresas globais de TI pedem mercados abertos

Carta enviada aos líderes do G20 afirma que medidas de curto prazo não podem comprometer o comércio internacional

A Brasscom - Associação Brasileira de Empresas de Tecnologia da Informação e Comunicação - e entidades do setor de outros países enviaram aos líderes do G20 uma carta pedindo a manutenção do comércio livre e sem barreiras, em resposta à crise econômica mundial.

As entidades, associadas na Coalizão Global de Serviços, notam que diversos países, desenvolvidos e emergentes, vêm adotando medidas protecionistas como defesa contra a queda na atividade eoconômica global e a escassez de crédito. Trata-se de uma quebra dos compromissos em favor do livre-mercado assumidos na última reunião do G20, em novembro do ano passado, afirmam as entidades que assinam o documento.

Os presidentes e primeiro-ministros do Grupo dos 20 têm um encontro marcado em Londres no dia 2 de abril, no qual vão discutir saídas para a crise econômica e financeira. Os ministros da Fazenda e presidentes dos Bancos Centrais dos países que compõem o grupo fizeram uma reunião preparatória para o encontro de líderes no último fim de semana, na Inglaterra.

No documento enviado aos líderes do G20, as associações de empresas de tecnologia da informação afirmam que os canais do comércio internacionais devem ser mantidos abertos para ajudar a estimular a demanda imediata, uma prioridade de todos os governos. Para tanto, é preciso que as medidas de estímulo de curto prazo que vem sendo adotadas não comprometam o comércio internacional nem prejudiquem o crescimento global.

As entidades pedem aos líderes do G20 que reforcem e ampliem a moratória de um ano para a adoção de barreiras comerciaia, adotada na reunião de novembro. Pedem também que a Rodada Doha de negociações comerciais seja finalizada ainda este ano, de forma a comprometer os integrantes da Organização Mundial do Comércio com a liberalização da agricultura e da circulação de bens, o que abrirá o caminho para avanços nas negociações sobre serviços, hoje atrasadas.

Além da Brasscom, assinam a carta os representantes de empresas de Tecnologia da Informação da Comunidade Européia e de 11 países ou regiões, entre eles a Austrália, Estados Unidos, Índia, Japão, Hong Kong e Taiwan.



28/06/2016 -   FIESP destaca a importância da logística para a retomada do crescimento
02/05/2016 -   Movimat divulga detalhes da feira de setembro
31/03/2016 -   Em 15 anos, a Votorantim e a Intercement chegaram ao grupo dos 20 maiores produtores do mundo
03/10/2015 -   A Ásia são muitas
03/10/2015 -   Restaurantes, galerias, praias e parques de Miami
03/10/2015 -   O caminho da diferença
03/10/2015 -   O mundo é Azul
03/10/2015 -   Voando sobre o mundo
03/10/2015 -   De olho no mundo
01/10/2015 -   Um Calatrava no Rio
29/09/2015 -   A bigger share, please?
29/09/2015 -   Hungry and with a big appetite
Totum Editora Revista PIB - 2009 © Todos os Direitos Reservados