Revista PIB

Faça da Revista PIB a sua home page Quarta, 15 de Agosto de 2018

 

27/02/2009

The Economist: Risco do Brasil é maior do que o da Argentina

O menor risco de calote da dívida externa é da China, segundo a revista britânica; o maior é da África do Sul

O Brasil ficou em sétimo lugar num ranking de risco de insolvência externa dos 17 maiores países emergentes elaborado pela revista britânica The Economist, a partir de dados levantados pelo banco HSBC (Domino theory - where could emerging-market contagion spread next?, 26/2/2009).

A revista calculou, a partir dos dados do banco, a probabilidade relativa de cada um dos países deixar de pagar suas dívidas externas. O risco mais alto ficou com a Africa do Sul, e o mais baixo com a China. O Brasil e a Turquia ficaram empatados em sétimo (do maior para o menor risco).

Hungria, Polônia, Coréia do Sul, México e Paquistão são países com taxa de risco maior do que o Brasil, segundo a revista. Rússia, Argentina, Venezuela e um grupo de países asiáticos que inclui a Índia teriam risco mais baixo.


Dívidas privadas

A Economist não leva em conta fatores políticos na avaliação, apenas três indicadores econômicos: o déficit (ou superávit) em conta corrente estimado para este ano, a relação entre a dívida a vencer em 12 meses e as reservas do país, e a relação entre os empréstimos e os depósitos dos bancos de cada país.

Como as dívidas externas são hoje privadas - seus detentores são empresas e bancos, e não mais os governos - esses indicadores são os mais adequados para medir a probabilidade de uma moratória, diz a revista. No caso brasileiro, o pior indicador é a relação entre empréstimos e depósitos dos bancos, que é de mais de 100%, indicando que os bancos do país precisam fazer dívidas - em muitos casos no exterior - para financiar o crédito doméstico. Portanto, na avaliação da revista, seriam mais vulneráveis à crise mundial de crédito.



28/06/2016 -   FIESP destaca a importância da logística para a retomada do crescimento
02/05/2016 -   Movimat divulga detalhes da feira de setembro
31/03/2016 -   Em 15 anos, a Votorantim e a Intercement chegaram ao grupo dos 20 maiores produtores do mundo
03/10/2015 -   O caminho da diferença
03/10/2015 -   O mundo é Azul
03/10/2015 -   Voando sobre o mundo
03/10/2015 -   De olho no mundo
03/10/2015 -   A Ásia são muitas
03/10/2015 -   Restaurantes, galerias, praias e parques de Miami
01/10/2015 -   Um Calatrava no Rio
29/09/2015 -   Passage to India
29/09/2015 -   A bigger share, please?
Totum Editora Revista PIB - 2009 © Todos os Direitos Reservados