Revista PIB

Faça da Revista PIB a sua home page Domingo, 22 de Abril de 2018

 

Dez 2008/Jan 2009

Made in Cariri

A Caboclo, loja brasileira de Barcelona, faz da sandália de cangaceiro do sertão uma sensação entre os europeus

Adriana Setti , de Barcelona
Loja da Caboclo:do sertão ao Bairro Gótico
Do Cariri, nas profundezas do sertão cearense, às páginas da sofisticada edição espanhola das revistas Elle e InStyle, as tradicionais sandálias de couro nordestinas percorreram um longo caminho. Totalmente feitas à mão por uma cooperativa de artesãos cearenses, com sola de pneu reciclado e couro tosco, elas viraram sensação em Barcelona graças ao empresário paulistano Juliano Lima. 

Lima é dono da Caboclo, uma loja e distribuidora de produtos instalada no coração do Bairro Gótico de Barcelona, inteiramente dedicada a produtos fabricados no Brasil por comunidades carentes. Tudo sob as normas conhecidas como Fair Trade (ou Comércio Justo), que privilegiam a produção de escala familiar e condenam práticas como a exploração indevida de mão-de-obra.

“Trabalhar com esse tipo de produto é mais do que uma tendência, é uma obrigação”, diz Lima. As sandálias de cangaceiro são as mais procuradas pelo público de moderninhos que freqüenta a Caboclo. O produto, antes de emplacar na Europa, sofreu ligeiras adaptações. “Bastou cortar a borracha num formato mais ergonômico, aprimorar o tipo de cola utilizada e mais um retoque ou outro no design para dar certo”, afirma o empresário.

Lima levou o primeiro lote de 200 sandálias à sua Caboclo em 2006. No ano seguinte, o número subiu para 700. E, só no último verão do Hemisfério Norte, 1.400 pares vindos do Cariri desembarcaram em solo europeu.


Jóias da Amazônia

Além de vendidas na capital catalã por 48 euros, elas são exportadas para França, Reino Unido, Alemanha e Bulgária, onde a Caboclo acaba de abrir a sua primeira franquia, no balneário búlgaro de Varna, a “Ibiza” do Leste Europeu. “Os nórdicos, que são mais conscientes da importância do Comércio Justo, ficam apaixonados à primeira vista”, diz Lima.

Mas nem só da estética do cangaço vive a loja. Para fundar a Caboclo, em 2005, Lima percorreu o Brasil em busca de artigos produzidos ecológica e politicamente corretos que pudessem despertar o interesse dos europeus. Em Belém do Pará, encontrou a Ecojóias, uma pequena fábrica de bijuterias elaboradas com sementes e outros materiais reciclados da Amazônia com design sofisticado.

As jóias ecológicas, distribuídas por toda a Europa, ainda respondem pela maior parte do faturamento anual de 110 mil euros da Caboclo. O peso desse acessório promete ficar ainda maior nos resultados de seu caixa.
Lançada em setembro com um festa de arromba em Madri, e a modelo Mireia Canalda (ex de Ronaldo que teria sido o motivo de sua separação da modelo Daniella Cicarelli) como garota-propaganda, a nova coleção de jóias, Selva Chic, leva a assinatura do designer brasileiro Marzio Fiorini, conhecido na Europa e nos Estados Unidos como “man of rubber” por suas bijuterias esculturais feitas com borracha.

fotos: Divulgação



28/06/2016 -   FIESP destaca a importância da logística para a retomada do crescimento
02/05/2016 -   Movimat divulga detalhes da feira de setembro
31/03/2016 -   Em 15 anos, a Votorantim e a Intercement chegaram ao grupo dos 20 maiores produtores do mundo
03/10/2015 -   A Ásia são muitas
03/10/2015 -   Restaurantes, galerias, praias e parques de Miami
03/10/2015 -   O caminho da diferença
03/10/2015 -   O mundo é Azul
03/10/2015 -   Voando sobre o mundo
03/10/2015 -   De olho no mundo
01/10/2015 -   Um Calatrava no Rio
29/09/2015 -   A bigger share, please?
29/09/2015 -   Hungry and with a big appetite
Totum Editora Revista PIB - 2009 © Todos os Direitos Reservados