Revista PIB

Faça da Revista PIB a sua home page Quarta, 20 de Junho de 2018

 

02/03/2015

Turismo na pista

Já se perguntou por que Berlim é a única grande capital europeia não conectada com voos diretos do Brasil?

Marco Antônio de Rezende

Já se perguntou por que Berlim é a única grande capital europeia não conectada com voos diretos do Brasil?

Um dos motivos é que Frankfurt continua sendo um poderoso hub não só alemão, mas também europeu (como Amsterdã, por exemplo).

Mas Berlim, mesmo querendo, não tem aeroporto para tanto, apesar de ter três e um quarto em construção.

Pela ordem: o venerando aeroporto de Tempelhof, templo de boa arquitetura (infelizmente do período nazista), celebrizado na dramática ponte aérea de 1948, quando os soviéticos tentaram sufocar Berlim Ocidental, foi desativado e transformado em parque público quando se iniciou a construção do novo aeroporto intercontinental Brandenburg-Willy Brandt, em 2006.

Com inauguração anunciada para 2012, o Willy Brandt teve sua abertura adiada três vezes (por problemas estruturais, técnicos e até ambientais) e agora não se sabe quando abrirá, mesmo já custando o dobro do previsto - 3,6 bilhões de dólares.

Restam o aeroporto Tegel, na zona Oeste, o mais movimentado - criado nos anos 1960 para 6 milhões de passageiros por ano, recebe atualmente 20 milhões - e Schönefeld, na zona Leste, ambos porém apenas com voos europeus ou até o Oriente Médio.

Com uma pitada de bom humor, os alemães resolveram fazer de um limão uma limonada e, já que o novo aeroporto intercontinental não funciona, pelo menos recebe turistas, individuais ou em grupos.

Por 10 euros, mediante reserva on-line, é possível fazer um tour completo no novo aeroporto - aparentemente pronto - e até subir na torre de observação de 32 metros de altura. O voo direto Guarulhos-Berlim ainda vai demorar.
www.berlin-airport.de/en/travellers/the-excitement-of-airports/ airport-tour/ber-experience/

Home sweet home em NYC

Não faltam boas opções de hospedagem para estadas prolongadas em Nova York, mas o custo costuma ser proibitivo para quem ganha em reais e paga em dólares.

Um Flat no lado leste da rua 57, perto do East River, oferece uma boa relação custo-benefício, para permanência mínima de 30 dias ou mais.

É o The Sutton Place Residences Hotel. Não espere o luxo do Hotel Plaza.

Mas um quarto e sala bem confortável pode sair pela metade do que custa um pequeno quarto de hotel cinco-estrelas e ainda oferece uma cozinha básica, equipada.

OS PREÇOS variam conforme a época do ano e a duração da estada. www.suttoncourt.com



28/06/2016 -   FIESP destaca a importância da logística para a retomada do crescimento
02/05/2016 -   Movimat divulga detalhes da feira de setembro
31/03/2016 -   Em 15 anos, a Votorantim e a Intercement chegaram ao grupo dos 20 maiores produtores do mundo
03/10/2015 -   A Ásia são muitas
03/10/2015 -   Restaurantes, galerias, praias e parques de Miami
03/10/2015 -   O caminho da diferença
03/10/2015 -   O mundo é Azul
03/10/2015 -   Voando sobre o mundo
03/10/2015 -   De olho no mundo
01/10/2015 -   Um Calatrava no Rio
29/09/2015 -   A bigger share, please?
29/09/2015 -   Hungry and with a big appetite


Totum Editora Revista PIB - 2009 © Todos os Direitos Reservados